» Você já ouviu falar em Economia Circular?
Data: 2 de dezembro de 2016
Autor: Silvia Luz
Tags:
sem-titulo-1
Você já ouviu falar em Economia Circular?

Você já parou pra pensar em como funciona a inteligência do planeta? Tudo nasce para depois morrer e se transformar em energia para o ambiente novamente. O ciclo funciona em harmonia, ou deveria. O ser humano cada vez mais desequilibra essa balança e torna difícil para os serviços ecossistêmicos suportarem ou se recuperarem.

 

O conceito de economia circular é baseado nessa inteligência da natureza, onde os resíduos são insumos pra produção de novos produtos. No meio ambiente, restos de frutas consumidas por animais se decompõem e viram adubo para plantas.

 

Transportando essa dimensão para a industria de produtos, a cadeia produtiva seria repensada para que peças de eletrodomésticos usadas, por exemplo, pudessem ser reprocessadas e reintegradas à cadeia de produção como componentes ou materiais de outros.

 

Frente a isso, a economia circular é a ciência que repensa as práticas econômicas, indo além daqueles famosos três “R”s – reduzir, reutilizar e reciclar – pois ela une, pelo menos na teoria, o modelo sustentável com o ritmo tecnológico e comercial do mundo moderno, que não pode ser ignorado.

 

E se, em vez do modelo em que se descartam os materiais não biodegradáveis, como máquinas de lavar roupa, smartphones, televisores, existisse outro em que esses materiais retornassem ao ciclo? Se eles fossem levados de volta a suas respectivas fábricas, desmontados, otimizados e trazidos de volta para nós? A economia lucra com a ausência de desperdício, e o planeta também!  Em vez de uma reta final para os produtos, um novo ciclo: transformando resíduos em insumos, em nova matéria-prima. São novos “R”s que entram: de economia restaurativa e regenerativa. O que era fim é só um novo começo.

 

A economia circular segue uma utilização racional dos recursos. Com o uso em cascata dos materiais, eles permanecem o maior tempo possível na economia. Após um produto chegar ao fim de seu ciclo para o primeiro consumidor, ele pode ser compartilhado e ter sua utilização ampliada. Posteriormente ao esgotamento de reúso do artefato, ele pode ser material de upcycling (reaproveitamento), reformado, remanufaturado e, como última etapa, reciclado. 

 

Repense essa ideia e faça parte com a gente para tornarmos um mundo melhor!

 

Fonte

www.ecycle.com.br

Silvia Luz

Proprietária e uma das idealizadoras do Luz da Villa. Mente pulsante. Canceriana no amor e sagitariana na dor. Ama pessoas, lugares, criatividade, música e novidade. Nunca pára, muito chora, sempre cria e se envolve. Inspiração, energia e atitude fazem parte dos seus pensamentos. Nasceu na época errada, mas no momento certo. Adora um faz de conta que acontece...e se não acontece...faz acontecer.
   << voltar

Comentários